6 de janeiro de 2014

Permanecer


Por Alexander Stahlhoefer, Berlim/Alemanha

LEITURA BÍBLICA
"Sede também meus imitadores, irmãos, e tende cuidado, segundo o exemplo que tendes em nós, pelos que assim andam. Porque muitos há, dos quais muitas vezes vos disse, e agora também digo, chorando, que são inimigos da cruz de Cristo,
Cujo fim é a perdição; cujo Deus é o ventre, e cuja glória é para confusão deles, que só pensam nas coisas terrenas. Mas a nossa cidade está nos céus, de onde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, Que transformará o nosso corpo abatido, para ser conforme o seu corpo glorioso, segundo o seu eficaz poder de sujeitar também a si todas as coisas." (Filipenses 3:17-21)

"Portanto, meus amados e mui queridos irmãos, 
minha alegria e coroa, 
estai assim firmes no Senhor, amados." (Fl 4:1)


Quando criança, meus pais insistiram que eu fizesse alguns cursos, como música e informática, e que praticasse esportes, como futebol, natação e judô. Frequentei por algum tempo cada uma dessas atividades, mas não permaneci muito em nenhuma delas. Hoje percebo que foram boas para minha formação e que poderia ter tirado mais proveito de cada uma caso tivesse continuado a praticá-las.

Paulo vem afirmando no contexto da leitura de hoje a importância de permanecermos no caminho que nos foi proposto por Cristo quando nele cremos. Quando fala em cidadania, palavra que se refere diretamente a uma ligação com nações e estados, ele enfatiza qual é o rumo da nossa caminhada neste mundo. O cristão está a caminho de um alvo celestial. Sua pátria não está neste mundo, está no céu. É quanto a isso que Paulo pede a nós que sigamos seu exemplo, que imitemos o seu modo de viver e agir.

De nada adianta termos um dia ouvido falar do evangelho e nos interessado por uma caminhada de fé se o trabalho, as opiniões alheias, enfermidades e outras preocupações da vida nos afastarem do Senhor. Neste caso acabaremos por adorar a nós mesmos e a nos ocupar apenas com aquilo que é material, com o que traz satisfação momentânea. Quem se concentra nisso, acaba errando o alvo (o que é justamente o sentido original da palavra “pecado”) e se perde por aí em uma vida longe de Deus e sem garantia da vida eterna.

Podemos ter alegrias neste mundo, fazer cursos, praticar esportes e também nos ocupar com as dificuldades do dia a dia. Porém, o essencial é permanecermos firmes no Senhor, tendo nossa meta de vida não em alvos passageiros, mas na nossa pátria eterna, celestial.



Fonte: Presente Diário: o livro das leituras devocionais diárias, nº 17 / coordenador do comitê editorial Roland Körber. São Paulo : Rádio Trans Mundial, 2014. Vários autores http://rtm.radio.br/novo/presente-diario/6-1-2014>

0 comentários:

 
Powered by Blogger