12 de janeiro de 2014

Oração


Por Claiton André Kunz, Ijuí/ES

LEITURA BÍBLICA
"E, levantando-se de manhã, muito cedo, fazendo ainda escuro, saiu, e foi para um lugar deserto, e ali orava. E seguiram-no Simão e os que com ele estavam. E, achando-o, lhe disseram: Todos te buscam. E ele lhes disse: Vamos às aldeias vizinhas, para que eu ali também pregue; porque para isso vim. E pregava nas sinagogas deles, por toda a Galiléia, e expulsava os demônios." (Marcos 1:35-39)

"De madrugada, quando ainda estava escuro, Jesus levantou-se, saiu de casa e foi para um lugar deserto, onde  ficou orando." (Mc 1:35)

“Quando estudamos as Escrituras, logo percebemos que a divindade de Cristo está muito clara em toda a Bíblia. Ele era Deus antes de vir a este mundo, não deixou de ser Deus ao encarnar na pessoa de Jesus e continua sendo Deus para toda a eternidade. A partir desta verdade, algumas pessoas logo poderiam concluir: sendo ele o próprio Deus, não teria necessidade de orar e estar em contato com o Pai. Entretanto, quando lemos os quatro evangelhos, vemos que aconteceu justamente o contrário: há inúmeros textos que mostram Jesus orando e tirando longos períodos para isso.

O texto de hoje afirma que Jesus levantou muito cedo, foi para um lugar isolado e passou um longo tempo em oração. Quando os discípulos o encontram, logo avisam: “Todos estão te procurando”. A tendência do ser humano numa situação como esta seria: “Se todos estão me procurando, então preciso atendê-los. Não há tempo a perder, nem com oração”. Mas Jesus é diferente: enquanto todos o  procuram, ele tira tempo para ter intimidade com o seu Pai. Esta é a atitude de Jesus em vários momentos da sua vida: diante de decisões importantes, de momentos de crise e oposição, de longas jornadas de pregação e ensino, etc.  vemos Jesus retirando-se e tendo um tempo a sós com o seu Pai.

Disto precisamos tirar uma lição importantíssima: se Jesus, sendo o próprio Deus, sentia a necessidade e a importância de orar e estar em intimidade com o Pai, quanto mais nós, miseráveis seres humanos, totalmente dependentes de Deus, precisamos nos exercitar na oração. Não dependa apenas das suas próprias forças, por mais capacitado que você se julgue. Aprenda com Jesus a orar e a ter intimidade com o Pai."


Fonte: Presente Diário: o livro das leituras devocionais diárias, nº 17 / coordenador do comitê editorial Roland Körber. São Paulo : Rádio Trans Mundial, 2014. Vários autores http://rtm.radio.br/novo/presente-diario/12-1-2014;

0 comentários:

 
Powered by Blogger