24 de janeiro de 2014

Justos e ímpios


Por Mário Miki, Curitiba/SP

LEITURA BÍBLICA
"As vossas palavras foram agressivas para mim, diz o Senhor; mas vós dizeis: Que temos falado contra ti? Vós tendes dito: Inútil é servir a Deus; que nos aproveita termos cuidado em guardar os seus preceitos, e em andar de luto diante do Senhor dos Exércitos?
Ora, pois, nós reputamos por bem-aventurados os soberbos; também os que cometem impiedade são edificados; sim, eles tentam a Deus, e escapam.
Então aqueles que temeram ao Senhor falaram freqüentemente um ao outro; e o Senhor atentou e ouviu; e um memorial foi escrito diante dele, para os que temeram o Senhor, e para os que se lembraram do seu nome. E eles serão meus, diz o Senhor dos Exércitos; naquele dia serão para mim jóias; poupá-los-ei, como um homem poupa a seu filho, que o serve." (Malaquias 3:13-17)

"Vocês verão novamente a diferença entre o justo e o ímpio" (Malaquias 3:18)

“Se você é cristão e dá valor a um procedimento justo, já não terá pensado às vezes que não vale a pena ser fiel a Deus? Afinal, você é honesto, luta com dificuldades e se esforça, mas os resultados nem sempre são satisfatórios. Enquanto isso, nota muita gente que não se importa nada com Deus, é desonesta e falta com seus compromissos, mas parece ter mais resultado e prosperidade que você. Diante dessas observações, é natural que surjam questionamentos tais como: vale a pena ser justo e honesto?

Ao ler hoje o texto do profeta Malaquias indicado acima, você deve ter notado algo semelhante: servir a Deus seria inútil e sem vantagem nenhuma – até parece melhor praticar o mal e desafiar o Senhor. Outro que sofreu com isso foi Asafe, o autor do Salmo 73. Ele admite que tinha inveja dos arrogantes que prosperavam nos seus caminhos (Sl 73.3).

Se olharmos para os resultados imediatos, parece que o ímpio leva mesmo vantagem sobre o justo, mas diante de Deus tudo muda de figura. A esses que se queixavam em Malaquias 3, Deus dá nos versículos 16-18 uma promessa bem clara caso permanecessem fiéis a ele. Também Asafe descobriu isso. Depois de desabafar toda a sua frustração com o sucesso dos ímpios e de reconhecer que não conseguia entender aquilo, elese pôs na presença de Deus e tudo mudou. O melhor será você agora ler diretamente a experiência de Asafe no Salmo 73, do versículo 16 até o fim.

Assim sendo, apesar da aparente vantagem dos ímpios, não há razão para se ter inveja deles. Diante de Deus há uma diferença fundamental entre o justo e o perverso, que afetará toda a eternidade. A promessa do Senhor Jesus Cristo aos que lhe permanecerem fiéis é: “Seja fiel até a morte, e eu lhe darei a coroa da vida” (Ap 2.10).”


Fonte: Presente Diário: o livro das leituras devocionais diárias, nº 17 / coordenador do comitê editorial Roland Körber. São Paulo : Rádio Trans Mundial, 2014. Vários autores http://rtm.radio.br/novo/presente-diario/24-1-2014;

0 comentários:

 
Powered by Blogger