3 de fevereiro de 2014

Esta é a hora


Por Manoel Jesus The, São Paulo/SP

LEITURA BÍBLICA
"E aconteceu que, ao fim de dois anos inteiros, Faraó sonhou, e eis que estava em pé junto ao rio. E eis que subiam do rio sete vacas, formosas à vista e gordas de carne, e pastavam no prado. E eis que subiam do rio após elas outras sete vacas, feias à vista e magras de carne; e paravam junto às outras vacas na praia do rio. E as vacas feias à vista e magras de carne, comiam as sete vacas formosas à vista e gordas. Então acordou Faraó. Depois dormiu e sonhou outra vez, e eis que brotavam de um mesmo pé sete espigas cheias e boas. E eis que sete espigas miúdas, e queimadas do vento oriental, brotavam após elas. E as espigas miúdas devoravam as sete espigas grandes e cheias. Então acordou Faraó, e eis que era um sonho. E aconteceu que pela manhã o seu espírito perturbou-se, e enviou e chamou todos os adivinhadores do Egito, e todos os seus sábios; e Faraó contou-lhes os seus sonhos, mas ninguém havia que lhos interpretasse. Então falou o copeiro-mor a Faraó, dizendo: Das minhas ofensas me lembro hoje" (Gênesis 49:1-9)

"A melhor hora para arrepender-se e voltar a Deus é agora."

“É bem frequente alguém ter um encontro com Deus e depois afastar-se dele. Quando José interpretou na prisão o sonho do chefe dos copeiros, ele pediu a este que intercedesse por ele, pois era inocente (Gênesis 40.14). 

José confiou que a pessoa beneficiada demonstraria gratidão. Enganou-se. O copeiro viu Deus agir ali, mas depois o esqueceu. É notável como Deus conduz as vidas humanas. Observando toda a história de José, percebe-se que a lembrança da ingratidão do chefe dos copeiros ocorreu por intervenção divina.

Apesar dos sofrimentos de José, Deus estava no controle da situação. Como é bom saber que Deus sempre tem cuidado da nossa vida! O faraó (o rei do Egito) perturbou-se com seu sonho e o chefe dos copeiros sabia o quanto isso era perigoso. 
Um caso semelhante relatado em Daniel 2 mostra o perigo que era contrariar os reis daqueles tempos. Se Daniel não estivesse lá, teria havido um massacre. 
Quando o chefe dos copeiros percebeu que ninguém era capaz de interpretar o sonho, lembrou-se de José e então teve coragem de confessar sua ingratidão até para o faraó. Ainda agiu a tempo, mas não deveríamos esperar Deus agir para confessarmos nossas faltas. 

Se esperarmos, Deus ainda assim agirá, mas para nós isso é perigoso. E se não percebermos a ação de Deus nos chamando ao arrependimento? Quais são, portanto, os tempos de arrependimento? São dois: o primeiro quando nós mesmos percebemos que pecamos; o segundo, quando Deus nos lembra do nosso pecado. Na Bíblia temos vários exemplos de arrependimento adiado, e em nenhum deles o resultado foi bom. 

Um exemplo marcante é o do rico e de Lázaro, contada por Jesus em Lucas 16.19-31. Um dos textos mais enfáticos da Bíblia a respeito disso é Hebreus 4:7, onde lemos: “Se hoje vocês ouvirem a sua voz, não endureçam o coração, como na rebelião”.


Fonte: Presente Diário: o livro das leituras devocionais diárias, nº 17 / coordenador do comitê editorial Roland Körber. São Paulo : Rádio Trans Mundial, 2014. Vários autores http://rtm.radio.br/novo/presente-diario/3-2-2014;

0 comentários:

 
Powered by Blogger