31 de dezembro de 2011

Votos capitalistas e práticos

O status do Facebook sempre pergunta o que estou pensando. Resolvi responder: estou pensando que, em 2012, 13, 14...99, desejo muito dinheiro para mim, meus descendentes e meus amigos.
Quem pretender me felicitar, pode economizar saliva e desejar só grana, cacau, faz-me-rir, money, cascalho, Real, Dólar, Euro, Libras, Iêns, porque todo o restante já tenho em fartura: alegria, amor, harmonia, força, esperança, fé, saúde etc etc.

Acredito, piamente, que no ato da concepção, quando ainda éramos rascunho na prancheta do Criador, além de uma centelha de Si que depositou ao nos dar o fôlego da vida, em algum compartimento da alma, Ele depositou também todas as riquezas espirituais.
Nós é que, por absoluta burrice, vamos jogando ao longo da jornada da vida. Mas sempre fica um bocadinho no fundo do tacho que pode ser multiplicado tal qual o azeite da viúva, no milagre operado por meio de Eliseu, o profeta.
Ainda que eu não ame o dinheiro (o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males) preciso, e muito, dele. Todos os valores e riquezas espirituais que tenho independem da conta bancária. Já os tenho mesmo fechando no vermelho, roxo, pink ou qualquer cor equivalente.

Saúde é bom desejar, mas se o Todo-Poderoso, por qualquer objetivo (correção, ensino, aperfeiçoamento) resolver tirá-la de mim, não adianta ter ou não ter o dinheiro. Basta lembrar que um sem número de gente endinheirada morre no quarto de luxo garantido pelo convênio. Outros tantos são salvos de doenças incuráveis, ainda que padecendo no barraco de pau-a-pique, com o remédio mais eficiente e de custo zero que é a fé.

Por essas e outras razões, reitero meus votos de muito dinheiro para todos. Afinal, convivo com um sem número de gente honesta, trabalhadora, raladora que merece ter dinheiro no bolso muito mais que o tal Jader Barbalho que, por 4 dias de trabalho "honestíssimo!" em Brasília (dias 28, 29, 30 e 31 de dezembro) recebeu a bagatela de R$ 3.500,00, mais a ajuda de custo de R$ 26.700,00. Se ele pode ter muito dinheiro no bolso, muito mais eu, meus amigos, colegas e, porque não, até quem me tem por inimigo.

Por isso, em 2012, muito dinheiro para todos, especialmente aos honestos de verdade e não aos de fachada.

0 comentários:

 
Powered by Blogger