31 de dezembro de 2011

Luzes, explosões e expectativas

Avenida JJ Rodrigues vazia. Seus transeuntes estavam agrupados em pequenos grupos aguardando o momento de abraçar, beijar e sonhar de olhos abertos


A foto acima produzi na virada de 2009 para 2010. O que me marcou foi que, para registrá-la, parei exatamente no meio da rua. Nada demais, não fosse essa uma das avenidas mais agitadas de Jundiaí, a JJ Rodrigues, na Vila Arens. Por ela passam milhares de pessoas, centenas de veículos. Por alguns segundos me questionava: onde está todo mundo? Eu mesmo respondi. Neste momento único, as multidões que cruzam a via estavam todas reunidas em algum lugar para fazer a contagem regressiva.

Os grupos se reuniam e daqui a pouco voltam a se reunir em igrejas, clubes, chácaras, apartamentos, praças, lagos, praias. No meu caminho até este ponto tinha conseguido observar alguns destes grupos. Com muitos sonhos nos agrupamos para dar muitos abraços e muitos beijos e nos felicitarmos, agradecermos a Deus pelo ano findo e pelo enigmático novo ciclo que se abre. Momentos depois que fiz esta foto, seria improvável que poderia parar no mesmo local.

Os veículos já a cruzavam em alta velocidade, lotados de pessoas acenando panos, bandeiras, lenços e gritando para desconhecidos um altissonante "feliz ano novo". Cada viagem levava pessoas que saíam de suas igrejas e da casa de um familiar para o outro a fim de continuar a sessão de abraços.

Oxalá aprendamos a manter esta vibração em todo o tempo. Sabendo chorar e sorrir com as pessoas, quer elas estejam no nosso círculo mais íntimo ou não. Que as muitas luzes dos fogos, os sons de explosão produzidos por cada bateria sejam símbolos da nossa explosão pessoal de alegria pela vida.

Que a fé, a esperança e o amor sejam os principais elementos que pavimentem nossa estrada, calcem nossos pés, enfeitem o nosso horizonte, cerquem-nos como manto e que em tudo consigamos ter uma expressão de gratidão a Deus e uma expressão de louvor por tudo o que Ele faz.

Que a adoração seja, de fato, um estilo de vida de modo a que Ele, o Soberano, receba o que Lhe é devido independente do quanto recebemos e do que vivemos. Que em todos os momentos sejamos capazes de reconhecer a Sua presença, os seus ternos cuidados e o Sua amor que é absolutamente inexplicável, mas plenamente acessível.

Feliz 2012 a todos!

0 comentários:

 
Powered by Blogger