4 de maio de 2012

Coragem não é para qualquer um

No último feriadão, entre a possibilidade de saborear as notícias da inauguração do novo hospital de Campo Limpo Paulista e tentar curtir algumas horas ao lado dos meus sobrinhos, iniciei a troca de mensagens e posts no Facebook. Alguns foram amenos, outros mais acalorados e, enfim, nos comunicamos.
Entre uma mensagem e outra, teve um que foi até meu blog para fazer o seguinte comentário: "Voce trabalha na prefeitura,ja alguns anos.Falar mal de onde trabalha e dificil,pois voce tem uma coluna no jornal o pendulo que e pago tambem pela prefeitura.Voce e uma pessoa coerente,agora que esse Hospital demorou isto ja e fato,ja era para estar pronto em outra gestao.Se voce nao for concursado meu amigo seus dias de prefeitura tambem ja era."

No velho e bom jargão: copiei e colei. Por isso, o itálico. A essa postagem petulante e covarde, dado o anonimato coisa que abomino respondi o que segue. 
Senhor Imbecil Anônimo, fico lisonjeado com sua petulância de se reportar e decepcionado com sua falta de coragem. Tenho nome, sobrenome e endereço. Nunca escondi que sou funcionário da Prefeitura, inclusive que o sou há dez anos. Se não sabe fazer as contas, desde Março de 2002. 

O que tenho para falar mal como você, mestre da idiotice, seja lá quem você for, não o faço porque primeiro, sou ético, segundo, se sei o que está ruim, meto a mão para ajudar a corrigir e não simplesmente pegar a sua postura e de alguns dos seus podres pares para fazer crítica burra e vazia. Sou coerente, sim. 
E tanto o sou que estou do lado das pessoas de bem que, felizmente, são maioria. Demorar, demorou mais do que qualquer gestor público gostaria. Seria maravilhoso, o mundo ideal entregá-lo com um ano de obra iniciada. 

Só duvido que isso tenha acontecido em qualquer uma das mais de 5 mil cidades do Brasil. Muito menos entre as poucas que têm coragem de construir um hospital desta envergadura. Quanto a ser concursado, abslutamente não é da sua conta. Identifique-se. Saia da máscara do anonimato. Reitero o que já postei anteriormente: que a liberdade é um direito constitucional e que a liberdade de expressão é assegurada desde que seja vedado o anonimato. (Artigo 5º da Constituição Federal. Não conhece? Vai estudar!)

Quanto ao jornal "O Pêndulo" estou colunista, sim, há 6 anos. Um privilégio iniciado por ideia do meu ex-colega de trabalho Maurício dos Santos, antigo editor do veículo, que apostou num "menino" para escrever a um público específico. 
Infelizmente, ele não trabalha mais comigo, nem edita mais o jornal, mas nem por isso deve desmerecer sua contribuição em abrir portas que jamais pensei entrar. 

E o fato de a Prefeitura ser um dos clientes do jornal, em nada me impede de expressar o que penso. O que ocorre é que pela ética que preservo (se outros não tem, paciência) e pela convicção de que estou, sim, entre pessoas competentes que não estão trabalhando há apenas 16 anos na Prefeitura, como acusam. Alguns estão há muito mais tempo e, graças à doação de tempo, vida e talento de cada um a cidade é o que é.

Não sou obtuso a ponto de negar as debilidades. Elas existem. Sempre existirão. O mundo perfeito existe no conto de fadas. 
Muitos dos entraves que foram resolvidos há pouco tempo, tenho plena convicção que eles foram mantidos não por quem está na administração pública hoje, mas por alguns que se ressentem da necessidade de voltar ao poder, mas foram de modo justo e soberano, disciplinados pelo povo. Ao contrário do que se pensa, o povo, sabe sim, sabe pesar intenções. 
Aos meus leitores que não estão acostumado a me ver utilizando termos chulos, peço desculpas, mas, o anonimato é uma covardia que me aguça o instinto, principalmente, se quer me provocar como fez este ou esta fulana no meu blog. Falo com mansidão com quem tem ao menos coragem de se manifestar.

0 comentários:

 
Powered by Blogger