13 de janeiro de 2011

Tragédia no Rio: é preciso orar e agir

                      Foto: Vanderlei Almeida - 13.jan.2011/AFP

    As imagens ilustram o pânico, confusão,
    desespero e vazio da tragédia
   
     [galeria Uol - clique para visualizar
]


Por: Emanuel Moura

moura.emanuel@gmail.com

:: Relação de contas para depósitos e locais para doações


Diante da maior tragédia natural dos últimos 44 anos, como noticiou o jornal "O Estado de São Paulo", mais que lamentar a perda de centenas de vidas é necessário prestar o mínimo de apoio à população de Areal, Nova Friburgo, Petrópolis, Sumidouro, São José do Vale do Rio Preto e Teresópolis.
A sociedade se articula da melhor maneira possível para auxiliar as vítimas. A Igreja Metodista já divulgou algumas informações de seus membros nas cidades atingidas. Um casal de idosos da igreja em Petrópolis está entre os mortos
naquela cidade. De acordo com o site da igreja, cerca de 70% dos membros da igreja tiveram suas moradias atingidas.
Em meio ao quadro de desolação, a 1ª Região Eclesiástica da Igreja Metodista, na Capital, foi uma das primeiras denominações a adotar medidas práticas para recolher doações. (
relação de contas e locais para doações)


Mais mobilização
O Ministério Apascentar, liderado pelo pastor Marcus Gregório, iniciou campanha de arrecadação. A cantora Fernanda Brum também está engajada na campanha (
confira Twitter).

No blog do seu ministério, há um post que convida a uma postura pró-ativa: "a situação é grave e nós como povo de Deus temos a obrigação de agir, não só orar, mas agir." O ministério da cantora divulgou o telefone (21) 2487-2812 para mais informações sobre como participar. Ainda de acordo com o blog, a Igreja Batista Central da Barra situada à Rua José Eiras Pinheiro, 107 – Condomínio Rio Mar, também está recebendo doações.


A Igreja Central da Assembleia de Deus, em Teresópolis, tomou ações para atendimento das vítimas. Além de disponibilizar a infraestrutura da igreja sede para receber as doações, o ministério disponibilizou a sub-sede no bairro São Pedro como local de abrigo para as famílias que necessitarem deste tipo de apoio.


Falta de comunicação dificulta ações
Para as igrejas localizadas nas cidades atingidas a situação é desconfortável, para dizer o mínimo. O corte do fornecimento de energia elétrica é um fator que agrava a comunicação da população dentro e fora dos municípios atingidos. Esta precariedade dificulta até mesmo a tomada de decisões.

A Igreja Assembleia de Deus de Petrópolis, por exemplo, está com dificuldades em obter informações sobre a situação dos membros que participam na congregação do bairro Cuiabá, há cerca de 20km da igreja Sede. A cidade ficou sem energia elétrica até pelo menos 16h30, desta quinta-feira, dia 13.
O portal da Igreja do Evangelho Quadrangular (IEQ) informou o falecimento do pastor titular da 1ª IEQ, em Teresópolis, no jardim Salaco. Dos mortos em Teresópolis pelo menos 15 eram membros da igreja naquela cidade. Além das perdas de vidas, a denominação teve a perda total de 5 templos e tem 3 ou 4 templos danificados. O balanço foi divulgado pelo pastor Rui Barbosa, presidente do Conselho Estadual do RJ.
A divulgação das informações de outras denominações tem sido lenta em função das limitações de comunicação e até de locomoção na região. 




O que doar
O apelo é pela doação de produtos como: água potável, roupas, cobertores, colchonetes, sabonete, creme dental e alimentos. Quanto a este último, é recomendável a doação de produtos prontos para consumo (enlatados, biscoitos etc), uma vez que as condições para preparação de alimentos não são as mais favoráveis.


 
COM INFORMAÇÕES DE:
apascentar.org, comerj.com.br, guiame.com.br, metodista.org.br,
profetizandoasnacoes.com.br, jb.com.br, cpadnews.com.br,
ibcbarra.com.br

0 comentários:

 
Powered by Blogger