15 de maio de 2009

Uma fruta podre...


"Senhor, livrai-nos da podridão"

A expressão "uma laranja podre em uma caixa estraga as que estão boas" é clássica para ilustrar sobre como uma pessoa de atitudes ruins pode envenenar a saúde de relacionamentos de qualquer grupo social em que esteja participando.


O rei Salomão disse que "um abismo chama outro abismo". O sábio estava dizendo que, quando se comete um erro, é fácil incorrermos em outros. Entendo que a lógica seja a mesma no poder de atração e aglutinação que os 'podres' possuem. Entenda como 'podres' aqueles indivíduos que se vendem, negam seus valores, são corruptos, mentirosos, egoístas, mesquinhos, arrogantes, hipócritas.

Infelizmente, eles estão em toda a parte. Para qualquer agrupamento humano que se olhe é possível identificar os elementos. Ocupando cargos públicos como deputado, governador, vereador, prefeito. Administrando empresas em todos os níveis hierárquicos desde a gerência até a zeladoria. Até no ambiente religioso, quer cuidando de uma pequena igreja na periferia ou presidindo uma convenção nacional, os 'podres' se fazem conhecer.


Ao que parece, eles se farejam e procuram estar sempre reunidos em encontros que o sistema olfativo das pessoas saudáveis percebe de longe que tem algo desagradável no ar. Nos encontros de gente 'podre' existem ações padronizadas. Por serem pouco criativos, o comportamento deles é fácil de observar. Em geral, os 'podres' se bajulam de uma forma absurda. Sempre tem falas do tipo: 'Você é sensacional'; 'Isso que estou fazendo é de grande proporção'; 'Não tem outro capaz de fazer como eu e você fazemos'.

Os 'podres' são pobres. E não é a pobreza de bens materiais. Infelizmente, muitos dos 'podres' do mundo tem muitas posses ou ao menos fingem que tem. Não descem do salto nunca! A pobreza dos 'podres' está na sensação de superioridade que julgam ter. Acham-se mais inteligentes, mais espertos, mais sagazes, mais ousados. Enfim, são mais tudo que todo mundo, ao menos na limitada concepção deles. O apóstolo Paulo citou que há pessoas "cujo deus é o ventre". Ele falava sobre aqueles que negavam a mensagem do evangelho.

Dois mil anos depois, muitos não chegam a dizer que o evangelho é uma mentira, pelo contrário, até o utilizam em benefício próprio. Como também disse Paulo: "Têm aparência de piedade, mas negam a eficácia dela". Diante do exposto, a alternativa é olhar para cima e clamar: "Senhor, livrai-nos da podridão".

1 comentários:

Anônimo disse...

Manu, infelizmente essa podridão está se refletindo a cada dia em nosso dia a dia, e muito mais triste ainda quando vamos a Igreja para poder ter uma intimidade maior com Deus e ouvimos coisas que nos entristecem e faz com que muitas vezes perdemos ate mesmo a unção nesses momentos, mas graças a Deus que ainda tenho esperança que muita porcaria vai acabar.

LOUVADO SEJA O NOME DO SENHOR E SALVADOR JESUS!!!

E como dizia aquela musica:
CAMINHANDO E CANTANDO E SEGUINDO...

De seu grande amigo:
Fábio

 
Powered by Blogger