22 de julho de 2010

Amizade é uma bela expressão de amor

Amigo faz tudo e mais um pouco para tirar o outro do buraco
 
No último dia 20 de julho, algumas pessoas se lembraram de desejar um feliz Dia do Amigo. Não sei quando, nem porque começou essa tradição, mas ela me motivou a falar sobre o valor da amizade, inspirado num fato que marcou a vida do profeta Jeremias.
Lá pelo ano 605 a.C., depois de décadas que o profeta havia alertado sobre o cativeiro que seria imposto pelo poderoso império babilônico, finalmente, se cumpria cada uma das duras palavras.

Apesar de ele ser o mais lúcido de seu tempo, era considerado um louco por indivíduos que também se posicionavam como arautos de uma pseudo-verdade. Gente que mercadejava assuntos teológicos tal qual como se vê atualmente.
O profeta Jeremias estava em situação desconfortável. Não bastando sua dor e lamento pelo povo, o profeta teve que suportar o desprezo e as afrontas de gente que tinha mais poderes políticos e religiosos do que ele. Enquanto alguns já eram cativos na terra de Babilônia, ele foi lançado numa cisterna cheia de lama.

Apesar de ter sua vida cercada por muitos rivais que não aceitavam suas advertências, Deus sempre providenciava pessoas que se posicionavam como verdadeiros amigos para os momentos cruciais.
Quando foi parar no fundo do poço, um funcionário administrativo do reino por nome Ebede-Meleque se apresentou para fazer algo mais por Jeremias. O moço era estrangeiro, um eunuco, negro, natural da Etiópia.

Mesmo sabendo que o homem que estava no fundo do poço era alguém repudiado pela maior parte do povo e das autoridades locais, aquele estrangeiro se fez amigo do profeta. A história detalhada encontra-se nos capítulos 37 e 38 do livro de Jeremias.
Ajudar aquele homem representava colocar a própria cabeça a prêmio. Mas, Ebede-Meleque havia tomado a decisão de ser um verdadeiro amigo. E, portanto, estava disposto a fazer tudo o que pudesse para salvá-lo. O eunuco se organizou, providenciou cordas e trapos velhos e lançou no fundo do poço para tirar o amigo de lá.

A imagem de Jeremias sendo puxado para fora do poço pelo amigo etíope é uma figura que me faz acreditar no poder do amor expresso pela amizade.
É, de fato, um presente dado pelo Criador a possibilidade de ganharmos amigos ao longo da vida. Infelizmente, os amigos nem sempre são aqueles que permanecem décadas a fio na distância que os olhos contemplem. No entanto, se nos distanciamos deles no corpo, certamente a alma se mantém ligada e fortalecida pelos amigos que temos.

O Dia do Amigo para fins de comemoração passou, mas qualquer dia, hora e lugar é tempo de lançarmos a corda e tirarmos um amigo do fundo do poço. Quem sabe não tem alguém, agora, precisando deste apoio. Sejamos, pois, amigos melhores e expressemos amor pelo veículo da amizade.
Bem pode ser que essa expressão aconteça não apenas pelas carícias. Por vezes, um chacoalhão pode ser mais prova de amor do que um afago. Independente da necessidade do momento, o que importa é estarmos dispostos a regar as relações de amizade.

1 comentários:

Lucas Denzell disse...

Muito bom gostei!Lucas Denzell

 
Powered by Blogger